terça-feira, 4 de novembro de 2008

Mudando as estações


Depois que conheci a troca das estações ao longo dos meses eu percebi o quanto elas têm poder sobre nós mesmos, o quanto a vida muda a cada 3 meses. É igual a história do míope que só sabia que precisava de óculos depois que foi ao oculista e, num piscar de olhos, ou num par de óculos, o mundo fica mais nítido, mais lindo de se ver (quer dizer, pra certas coisas bem que seria mais interessante sermos eternamente míopes. Bom, mas essa é uma outra história!).

No inverno a gente faz programinhas mais "in", vamos mais nas casas uns dos outros, saímos mais para ambientes fechados, mudamos as roupas, a maneira de vermos nosso próprio corpo, até os cremes mudam! Ai vem a primavera, tudo fica lindo de morrer, flores para todos os lados, o sol já aparece mais (se bem que aqui na Côte d'Azur a gente não tem o que reclamar), usamos roupas floridas, casaquinhos leves, mais saias, já fazemos programinhas de parque, tem mais manifestações de rua e, depois de vivermos o dia mais longo do ano, chega o verão. Ai é uma delícia de verdade. Bem-vindas pernocas de fora, biquine, praia, festas para todos os lados, férias por essas bandas, viagens, as pessoas ficam mais alegres, mais animadas, mais bonitas tb. Nessa época, se tô mais gordinha, é sempre uma briga pra sair de casa, entre eu e o guarda roupa, é claro. E, quando a gente menos espera, já estamos usando uns casaquinhos mais leves, o tempo já fica menos ensolarado, perdemos vários minutos de sol a cada dia, começa a chover mais, as folhas caem e chega o inverno junto com o natal.

Vou sentir falta dessas mudanças! No Ceará o inverno chega com a época das chuvas, lá pra março. Se não chove a gente diz que não teve inverno. No resto do ano o calor come de esmola. E em dezembro e janeiro a coisa pega fogo de verdade.

Peraí, acabei de lembrar que costumamos dizer que temos sim quatro estações, essas são: verão, calor, seca e o mormaço. É amigo, tinha que ter um defeitim, né?

3 comentários:

Eveline disse...

Aqui fiquei eu, louca pra estar contigo, mudando a cada estação... Ô delícia que deve ser!
E hoje o dia tá um inferno de quente, aff Maria!
Sempre vou passar por aqui. Tu lembra que eu disse que adorava ver tuas fotos tanto pela própria "fota" como pelos teus comentários nas legendas,né? Pois bem, adoro ler o que vc escreve. Um abraço acochado pra Mulher da Peste! :) Vevé.

Mulher da peste disse...

Tu nem imagina como eu morro de vontade de compartilhar todos esses bons momentos com quem eu gosto, amiga. As vezes me sinto até só... Vc é sempre bem-vinda! Grande bjo!

flora disse...

eita, muié, ADOREI viu, acho que vc vai dar uma otima blogueuse parce que blagueuse tu l'es déjà... ja coloquei nos meus favoritos. Morri de rir com a i=historia da cera, so lembro do xande falando do seu mal humor pos-operatorio... bisous, bisous cheio de saudade