sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Despedidas

Por já ter morado fora antes acho que acabei me acostumanto a dizer os "até logos" da vida, podendo esse "tchauzinho" demorar um dia, um mês, uns anos. É a gente que vai embora uma hora, são os outros que nos abandonam, bem à la "encontros e desencontros" mesmo ( que aliás é um filme lindo!). Mas "adeus" eu quase nunca digo, mesmo que eu tenha certeza de que nunca mais vou ver a pessoa. Por ter visto tanta gente ir embora, acho que aprendi o quão difícil é se despedir pela última vez. Eu nunca perdi alguém muito próximo a mim, mas acredito que deve ser uma dor irreparável, enfim. Mas por que é TÃO difícil dizer adeus? Hoje eu me despedi da pequena Sasha e sua família. Eu cuido dela todas as manhãs desde março e, quando comecei, ela estava com um ano e meio. Putz, criança nessa fase é só alegria! E ela é maravilhosa, super carinhosa, meiga, linda, do tipo que não dá pra não se apaixonar. Pois ela e sua pequena família estão de mudança pros EUA (o pai é americano e a mãe é francesa) e vou ficar sem a pequeninha. Me deu uma coisa esses dias! Ufa! Depois que o lindão da titia foi embora em junho, a Sasha se tornou a alegria do meu dia-a-dia. Ai, hj, quando fui me despedir dela, me acabei, óbvio! Aliás, toda a família é linda. Eles pelo menos eu sei que um dia poderão me visitar. Eles são super jovens e super viajadeiros, mas quantos outros já deixamos pra trás nesse percurso da vida?

2 comentários:

helidamelo disse...

Ai, eu chorei só de ler teu depoimento! Fiquei lembrando das pessoas legais que deixamos ai e que não sei se ainda vamos ver um dia. Imagino que não deve ter sido fácil mesmo. Pelo menos vocês viajaram agora e já já chega o dia de vim para o Brasil. Talvez você vá sentir novamente no retorno daqui, mas é como você mesma disse, um dia eles vão vim te visitar e vai ser muito legal revê-los. Beijos

Eveline disse...

Fiquei toda molenga réia lendo esse post. Taí uma coisa que aperta meu gogó é despedida.
Não tem bicho pra alugar aí na França não? Tipo as bicicletas? kkk
Aí tu alugava e apertava, acochava, cuidava toda vez que a saudade viesse visitar. E pronto, devolvia. Uma coisa bem Felícia mesmo. Acho que vai é sobrar pro Xande...
Beijão! e até logo!
:) Vevé