quarta-feira, 3 de março de 2010

Tietes

O momento aconteceu e eu só me dei conta depois que passou. Eu já sabia que a ídola-mor dos últimos tempos estaria sendo possuída (piadinha interna para quem é empossado) no mesmo dia que o Xande e já tínhamos até planejado falar com ela, assim como quem não quer nada, dar os parabéns e afins. Eu só não sabia que eu iria dar uma de tiete literalmente.


Lá estávamos nós: eu, o Xande, o trio maravilha – Lola, Maridão e a Lola-Mãe – outros 75 possuídos e seus respectivos gatos, papagaios e galinhas. Já cheguei com o auditório bombando e o calor comendo de esmola, como é de praxe nessa Terra do Sol; falei com meu digníssimo e logo comecei a espichar a cabeça procurando meus “conhecidos” quando o Xande me diz que eles estão sentados na segunda fileira, assim como a gente, mas do lado do noivo, o direito, enquanto estávamos do lado da noiva, à esquerda. Não demorou muito para o rapaz sentado à minha direita pensar que eu estava paquerando com ele de tanto que tentava olhar pro trio.


Sabe quando a gente pensa que nossos ídolos não são gente como a gente? Pois é, lá estava eu pensando: olha, eles conversam entre eles (dããã!!). Minutos depois: eita, é um conversê só com o moço à direita deles. Bem que esse moço podia ter sentado mais pro meu lado pra ver se eles olham pra cá... Ridículo. Eu sei.


O Xande, que também é Carlos, seria chamado antes da Lola, que também é Dolores, para receber a documentação e assinar o termo de posse, e logo eu estava me preparando para o primeiro momento paparazzi da minha vida.


Ao final da cerimônia, eu e o Xande estávamos num impasse só: vamos? Não vamos. Vamos? Não, vai ser ridículo, chato, um dizia. Besteira, ela está acostumada. Mas deve ser chato, sim. E os vimos sair antes de nós. Não deu outra, bateu o arrependimento. Fomos, ainda, dar uma olhadinha ao redor da Reitoria e nada. Escafederam-se. O quê? Como assim?


Entre a reitoria e a nossa casa havia uma padaria no meio do caminho. Isso mesmo, no meio do caminho havia uma bendita padaria cheia de guloseimas. Sentamos, fizemos nossos pratos, comemos. Hora de escolher a sobremesa e, tcharam!, eles aparecem. Só vi o Xande dizendo: você que é a Lola? Oi, eu escrevi para você outro dia dizendo que eu também seria empossado, lembra? Pausa para a cara da Lola de que não lembra. Eu apareço com cara de boba. Oi, tudo bem? Vou dar dois beijinhos e a Lola se atrapalha. Eu penso: vixe, lá vou eu invadindo o espaço da moça e quase agarrando-a. E depois: não, acho que só se dá um beijinho lá pelas bandas de Joinville ou então eles nem cumprimentam, só acenam com a cabeça. Vai saber desse povo de fora... Comigo pensando muito mais do que falando o papo cai no tema do tempo. Ai, meu Deus. Se tem um canto que o tempo não dá o que falar é nessa terra. Hoje? Sol e calor. Amanhã? Sol e calor. Depois de amanhã? Adivinhem. Minutos depois, nos despedimos, meu amor solta um “tudo de bom” e saímos. Como assim um “tudo de bom”? Eu detesto “tudo de bom”. Bom pra quem? O que é esse tudo? Não, não, eu entendi: foi pra coroar nosso momento tiete mesmo.



http://escrevalolaescreva.blogspot.com/

6 comentários:

lola aronovich disse...

Ah, que gracinha, Aline! Vou escrever um post sobre o seu post pra amanhã, ok? É, eu sou a maior perdida do mundo nesse negócio dos beijinhos. Nunca sei se é um, dois, três ou nenhum. Mas nem me lembro de vc ter tentado me beijar! E definitivamente o Xande não tentou me beijar (droga! droga!), pois eu me lembraria. Abração, queridos!

Amanda disse...

Ah, eu faria igualzinho a você! Ela também é minha idola, acho que me atrapalharia toda! Mas e ai, conta pra nos, ela é poderosona mesmo?? :)

Bel disse...

Eu tô aqui de longe acompanhando a saga da Lola e comparando com a de um amigo que também foi empossado, mas na UFAL. E se estivesse em seu lugar eu ia, e ia correndo. Mas é claro que encontrar na padaria foi muito mais legal, né?

Parabéns pro Xande e sucesso na vida de vocês. Vou voltar por aqui, posso?

Bjo!

Alba disse...

Conta ai,.. deu uma quentura como dizemos aqui no nordeste??
Que vontade de está em teu lugar, da próxima vez, vai logo dando um beijinho nela pra ela acostumar e abraça bem muito pra ver se é de verdade.
Beijos adorei isso aqui.

Juliana Bittencourt disse...

haha, adorei! Acho engraçado porque fui aluna da Lola muito antes do blog e da fama, então pra mim a Lola é a Lola, oras! Mas acho o máximo conhecer uma atual celebridade da internet, hehe. Aproveitem muito essa pessoa maravilhosa aí!

Andrea disse...

Oi Aline! Que legal seu post sobre como você conheceu a Lola pessoalmente! Bem divertido e cheio de expressões engraçadas! Amei! Estou te adicionando no roll dos meus blogs de leitura! Quero voltar mais vezes!

Abração!

PS-conheço a Lola pessoalmente tb! E sim! Ela é demais!!!